Cristiano Zanin, da defesa de Lula, estará no Recife em evento promovido pela CUT e ADUFEPE

 

As vésperas de relembrar os 53 anos do golpe militar no Brasil, que aconteceu em 31 de março 1964. A CUT PE – Central Única dos Trabalhadores de Pernambuco; Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Informática, Processamento de Dados e Tecnologia da Informação de Pernambuco (SINDPD); Associação dos Docentes da UFPE (ADUFEPE); Sindicato dos Trabalhadores nos Estabelecimentos de Ensino de Pernambuco (Sinteepe) e a Tempus Comunicação promovem evento sobre as rupturas institucionais da democracia no Brasil: Do golpe de 1964 ao golpe de 2016, na quinta-feira, dia 30 de março, no auditório G2 UNICAP, às 18h30.

Na programação lançamento do documentário Operação Condor, verdade inconclusa do historiador e cineasta Cleonildo Cruz, que é diretor da Tempus Comunicação e bate papo com Cristiano Zanin, advogado de defesa do ex-presidente Lula, sobre o Lawfare da perseguição a Lula no caso da Operação Lava Jato.

Depois do debate, Zanin participa de uma sessão de autógrafos do livro O caso Lula: a luta pela afirmação dos direitos fundamentais no Brasil. Livro organizado por Cristiano e pela também advogada do ex-presidente, Valeska Teixeira Zanin Martins; e pelo professor da Faculdade de Direito da PUC-SP, Rafael Valim.

O evento é aberto ao público e quem não puder comparecer pode assistir a transmissão ao vivo pela página da CUT no Facebook (@CUTPernambuco). Após a transmissão, o vídeo fica disponível na fanpege. Não deixe de assistir.

Operação Condor, verdade inconclusa:

Sinopse:

Operação Condor, verdade inconclusa – Revela aliança político-militar entre os vários regimes militares da América do Sul: Brasil, Argentina, Chile, Bolívia, Peru, Paraguai e Uruguai, com apoio logístico e financeiro dos EUA, anterior a oficialização da Operação Condor, 25 de novembro de 1975, em Santiago, Chile.

Estremecedores testemunhos da repressão que recopilam as histórias de filhos, pais, irmãos sequestrados, desaparecidos, torturados e mortos pelos regimes que interligaram seus aparatos repressivos agindo além das fronteiras. São historias cruzadas, similares e uma única dor que revelam a verdade histórica para que não fique inconclusa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *