Urbanismo de luto com a morte de Luis de La Mora

O Recife perdeu, no último sábado, um dos nomes mais importantes na área de desenvolvimento urbano, o arquiteto mexicano Luis de La Mora. Radicado no Recife desde 1974, De La Mora teve, entre outras inúmeras contribuições na área e nos segmentos da educação e da inclusão social, atuação decisiva na elaboração do conceito de Zonas Especiais de Interesse Social (ZEIS) e do Plano de Regularização das Zonas Especiais de Interesse Social (PREZEIS) da capital pernambucana.

Militante ativo nas discussões relacionadas ao direito à cidade, o pesquisador exerceu vários cargos públicos, tendo sido presidente da Comissão Municipal de Educação de Jovens e Adultos do Recife (1986-1987), diretor geral da Coordenação da Secretaria de Habitação de Pernambuco (1987-1988) e presidente da FEBEM-PE (1988-1991). Era ainda membro fundador da Comissão de Direitos Humanos Dom Hélder Câmara.

Na UFPE, De La Mora, que estava com 74 anos, foi professor do Programa em Desenvolvimento Urbano e também da pós-graduação da área, desde 1976. Mesmo após a aposentadoria, em 2011, o professor seguiu colaborando com os programas de pós-graduação em Desenvolvimento Urbano e de Direitos Humanos

O arquiteto estava internado no Hospital Santa Joana, devido a complicações relacionadas a um câncer. O sepultamento foi realizado no sábado, no cemitério Morada da Paz, em Paulista.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *