Protesto toma as ruas do Recife por “Fora Temer” e “Diretas Já”

Veja mais Fotos

Manifestantes se reuniram nesta quinta-feira (18), na Praça do Derby, centro do Recife, em um ato público para cobrar o afastamento do presidente Michel Temer do cargo e a realização de eleições diretas. Os protestos se espalharam pelas ruas de diferentes cidades brasileiras. Segundo a CUT-PE, uma das entidades organizadoras do ato, cerca de 10 mil pessoas participaram da manifestação, que reuniu trabalhadores de várias categorias, representantes de entidades sindicais e de movimentos sociais e populares. Diretores da ADUFEPE, docentes e estudantes da UFPE marcaram presença no ato pedindo a renúncia de Temer. “Temos que lutar pela democracia e pela manutenção dos direitos dos trabalhadores e da juventude”, frisou o diretor Gilberto Gonçalves, da ADUFEPE.

 A iniciativa foi realizada conjuntamente pela Central Única de Trabalhadores de Pernambuco (CUT-PE); Força Sindical; Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB); União Geral dos Trabalhadores (UGT); Nova Central (NCST); Central da Classe Trabalhadora (Intersindical-PE); Pública-Central do Servidor; e Central Sindical e Popular (CSP-Conlutas). Também fazem parte da ação a Frente Brasil Popular e a Frente Nacional de Mobilização Povo sem Medo.

Fora Temer – Motivados pela gravação feita pelos donos da maior produtora de proteína animal do mundo, Joesley Batista e Wesley Batista, que mostra o titular da presidência autorizando o pagamento pelo silêncio do ex-presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha (PMDB-RJ), os participantes iniciaram a concentração no início da tarde, gritando “Fora Temer” e exibindo faixas e cartazes pedindo a saída do sucessor de Dilma Rousseff.

 Por volta das 17h30, manifestantes saíram em passeata pela Avenida da Boa Vista, em direção à Praça da Independência, tradicional ponto de encerramento de manifestações  populares na capital pernambucana. Pouco depois das 19h, os participantes chegaram ao Palácio do Campo das Princesas, sede do governo estadual, mas  foram impedidos por segurança de chegarem na entrada do prédio.

Para o presidente da CUT-PE, o ato foi muito positivo e serviu para pressionar pela saída de Temer e por eleições diretas, além da revogação de reformas apresentadas pelo governo dele. “Não dá para pedir a saída de Temer e legitimar essas reformas perversas que penalizam os trabalhadores. O único caminho para  tirar Temer da presidência e revogar todos os atos criminosos, como a PEC do teto dos gastos públicos e a reforma no ensino médio, é a luta nas ruas”, explicou.

A CUT e as demais centrais sindicais, as frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo estão convocando atos em todo o país para pedir o Fora Temer e a convocação de eleições diretas. Temos que nos juntar a eles. Outros atos serão marcados. A ADUFEPE participará de todos eles e convoca todos os seus sindicalizados a fazerem o mesmo. Até mesmo porque há sinais de que o Congresso Nacional pode aprovar as reformas Trabalhista e da Previdência, caso Temer saia e emplaquem um novo presidente ilegítimo.

Confira Nota da CUT – FORA TEMER, RETIRADA DAS REFORMAS E DIRETAS JÁ!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *