Docentes em assembleia defendem estado democrático de direito

Professores aprovaram intensificar ações para combater o fascismo 

A Associação dos Docentes da UFPE (ADUFEPE) realizou nessa quarta-feira, 10 de outubro, Assembleia Geral Extraordinária. Como estratégia de defesa da democracia, os docentes aprovaram por unanimidade “posicionamento a favor da democracia, contra o fascismo e em defesa da Universidade Pública e Gratuita de Qualidade”. 

A assembleia teve como enfoque a avaliação da Conjuntura Política em que, para os presentes, o Estado Democrático de Direito pode perder espaço para ideologias fascistas. Nas falas dos presentes, foi unânime a preocupação com o crescimento do extremismo, a ameaça do fascismo e influência da grande mídia no cenário político. Foram citadas ainda a reforma da Previdência e a fusão dos ministérios da Cultura, Educação e Esporte, consideradas golpes ao direito do povo.

Para o presidente da ADUFEPE, Edeson Siqueira, ” trata-se de luta de ideias, em que a defesa da universidade pública, gratuita e de qualidade é fundamental para a Soberania Nacional”. O primeiro vice-presidente da ADUFEPE, Fernando Nascimento, destaca a necessidade de estratégias diante do atual cenário. “Precisamos sair da nossa bolha, isto é, ir às ruas e dialogar com a população mostrando o papel da universidade pública para o futuro do Brasil”. 

Nesta direção, a assembleia deliberou a luta pela democracia, contra o fascismo e  em defesa da universidade pública. VEJA A NOTA APROVADA. Para a diretoria da ADUFEPE, a luta nesse momento deve ser focada na manutenção da democracia. Ainda foi aprovado que a candidatura que mais se aproxima desta proposta, é a do presidenciável Fernando Haddad. 

A universidade é um dos principais palcos de incentivo à luta política e, portanto, da manutenção da democracia. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *