Debate sobre políticas de Gestão da Educação Básica e Alfabetização

Seminário será realizado no dia 12 de agosto (segunda-feira), às 9h, no auditório da ADUFEPE

O município cearense de Sobral ficou em primeiro lugar no Índice de Oportunidades Educacionais Brasileiras (IOEB) em 2014 e 2017. O índice é resultado de uma política pública inovadora que será tema do seminário Gestão da Educação Básica e a Alfabetização: a experiência de Sobral- CE, a ser realizado no dia 12 de agosto, às 9h, no auditório da ADUFEPE. O evento é  coordenado pela diretora Zélia Granja Porto e contará com a presença do professor Francisco Hebert Lima Vasconcelos (Universidade Federal do Ceará), secretário de Educação de Sobral (CE). E também com os debatedores  Luciana Marques (UFPE-CE) e Artur Morais (UFPE-CE) do Centro de Educação da UFPE. Promovido pela ADUFEPE e Fórum em Defesa da Educação Básica o evento é aberto ao público e o sindicato conta com a participação de toda a comunidade acadêmica, professores  e gestores das redes públicas de Educação Básica.

A coordenadora Zélia diz que o evento é pertinente e propiciará o debate da  educação de qualidade. “O seminário se constitui de um fórum importante para colocar em pauta a educação básica. Será uma oportunidade de debater e analisar experiências em curso como a que se desenvolve no município Sobral, tanto do ponto vista da alfabetização de crianças quanto da gestão da política local e formação dos professores voltadas para a construção da qualidade da educação”, adianta Zélia Porto. “No seminário teremos certamente oportunidade de debater o contexto da experiência, seus processos e resultados, participação das famílias, sistema próprio de avaliação, continuidade e institucionalização da experiência dimensões desafiadoras e basilares para uma educação de qualidade” cita a docente.

Além desses temas, Francisco Hebert vai apresentar as escolas, os centros de Educação Infantil, a escola de formação de professores e as estratégias da política educacional local.  “Na minha opinião, os resultados positivos de equidade e qualidade educacional do município, são explicados a partir da política educacional que está baseada em alguns princípios que prezam pela excelência e valorização dos profissionais de magistério e pelo fortalecimento da gestão escolar.  No campo da formação, temos uma escola que qualifica, planeja e capacita os profissionais, e a política de valorização é feita através de gratificações e reconhecimento a partir de metas alcançadas pelos alunos no pagamento dos professores. No campo da gestão, a qualificação de diretores e coordenadores pedagógicos, a condução deles para esses cargos através de processo seletivo e não pela indicação política.”, disse o secretário de Educação de Sobral.

A professora Luciana Marques, que realizou pesquisas na área de gestão escolar, acha importante conhecer e conversar sobre as diversas experiências educacionais realizadas no Brasil, sem deixar de lado a criticidade sobre elas. “É fundamental conversar diretamente com quem está à frente de ações e questionar, por exemplo, a questão da avaliação. O caso de Sobral é uma experiência exitosa, mas que elementos foram aplicados para avaliar?”, provoca a docente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *