ADUFEPE exige agilidade e transparência da CPPD

Com o intuito de agilizar os processos de progressão e promoção dos docentes, a diretoria da ADUFEPE se reuniu e cobrou da Comissão Permanente de Pessoal Docente (CPPD), na manhã desta quarta-feira (31), transparência e agilidade na emissão de pareceres sobre os processos de progressão docente. Estavam presentes o presidente da CPPD, Irani Júnior, e os diretores da ADUFEPE Augusto Barreto, Sérgio Sette, Audísio Costa e Eronivaldo Pimentel, do Conselho Fiscal. Na reunião a diretoria lembrou a CPPD a necessidade de cumprir os prazos estabelecidos na Resolução do Conselho Universitário, que trata da progressão na carreira docente.
Para a melhoria dos processos de progressão docente, a ADUFEPE propôs que a progressão automática seja feita pelo Siga-A. Uma prática que já funciona na UFRN. “A ADUFEPE defende a progressão automática o mais breve possível, dentro da mesma classe, na tentativa de resolver e desburocratizar o que é direito do docente e que deve se tornar mais acessível”, declarou o presidente.
Para tornar mais transparente, a ADUFEPE cobrou melhorias no site da CPPD, dando acesso aos docentes ao andamento dos processos, com cartilha aos docentes contendo orientações passo a passo sobre o processo de progressão e Barema comum nos centros. A  entidade vai auxiliar os docentes nesse processo.
A diretoria buscará conhecer as demandas especificas dos centros para encaminhar à CPPD e cobrar mais transparência e agilidade. A demora nos processos de progressão e promoção é um problema antigo. Vários docentes já solicitaram a interferência da ADUFEPE para solucionar o problema. A entidade encaminhou dois ofícios à reitoria cobrando providências da administração. O primeiro ofício foi enviado em novembro de 2016.
No dia 10 de maio de 2017, o Sindicato participou de reunião realizada na reitoria com a CPPD, momento em que cobrou agilidade na emissão de pareceres para progressão docente, em cumprimento da Resolução 04/2014.
A diretoria permanecerá vigilante junto à CPPD visando a melhoria nos processos de progressão docente, na defesa intransigente da categoria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *