Nova diretoria da ADUFEPE é empossada

Edeson Siqueira assumiu a presidência do Sindicato juntamente com os outros integrantes da diretoria

A partir de agora a gestão da ADUFEPE está nas mãos da nova diretoria. A Chapa “ADUFEPE 40 anos de luta”, tomou posse em solenidade realizada na noite desta segunda-feira (02) no auditório da ADUFEPE, com a presença de representações acadêmicas e políticas. O novo presidente é o professor Edeson Siqueira, do departamento de Expressão Gráfica.

Além do presidente, tomaram posse os professores: Fernando José do Nascimento (1º Vice-Presidente), Mário Ferreira de Lima Filho (2º Vice-Presidente), Juliana Ferreira Cavalcanti de Albuquerque (1ª Secretária), Zélia Granja Porto (2ª Secretária), José Audisio Costa (1º Tesoureiro),

Eronivaldo Fernando Dantas Pimentel (2º Tesoureiro), Petra de Oliveira Duarte

(suplente de Presidente), Lucinda Maria da Rocha Macedo (suplente de Secretário) e José Cristovam Martins Vieira (suplente de Tesoureiro).

Em seu discurso, o novo presidente agradeceu os votos e a confiança dos colegas e relembrou a trajetória da entidade ao longo do tempo. Citou as conquistas e as lutas, mencionou os avanços da universidade durante o governo Lula e as perdas do governo Temer e convocou os presentes à participação conjunta. “Precisamos de todos e todas juntos conosco. Precisamos de unidade em defesa da democracia, da soberania deste país e da universidade pública gratuita e de qualidade”.

O professor Augusto Barreto, que encerrou o mandato, ao se pronunciar manifestou os desafios enfrentados e a satisfação de entregar o cargo depois de cumprir os propósitos. “Acredito que a diretoria eleita terá muitos desafios pela frente, pois todos os dias surgem novas demandas diante da crise política”, disse o ex-presidente.

Representações

O professor Amilton Arruda, do departamento de Designer, realizou a cerimônia de posse. Além do novo presidente, mesa de honra foi composta pelas seguintes representações: Nilton Brandão (Proifes), Renato Saldanha (ANDES-SN), Marcelino Granja (Secretaria de Cultura-PE), Luciana Santos (Câmara Federal), José Policarpo Júnior ( Comitê Antifascismo), Manuela Mirela (UEP), Daniele Vital (UNE), Hemilton Bezerra (CTB-PE), Marcos Carneiro (Sindisprev), Flor Ribeiro (UJS – PE), Valéria Silva (Sintepe) e Emanuell George (DCE – UFRPE).

Além de parabenizar a diretoria empossada, as representações presentes foram unanimes em seus pronunciamentos ao reforçar a importância da unidade diante da conjuntura atual. Eles citaram retrocessos como Emenda Constitucional (EC) 95, aprovada pelo governo Temer, que estabelece o congelamento dos gastos públicos por 20 anos, e a importância de combatê-los. “Como falar de crescimento, avanço e qualidade se não há mais bolsas, não há mais investimentos. Mais do que eleger um presidente, temos que eleger deputados e senadores que se coloquem contra EC 95”, convocou o professor Milton Brandão do Proifes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *