ADUFEPE celebra o Dia da Mulher no Recife e no interior

No Dia Internacional da Mulher, a ADUFEPE celebra a luta social e política daquelas que protestaram por direitos e igualdade de gênero ao longo da história. Para integrar docentes da UFPE do Recife, Vitória e Caruaru o sindicato irá oferecer um café da manhã na sede e nas subsedes do CAA e CAV será divulgado um material com informações de como denunciar a violência contra as mulheres.

Em Caruaru e Vitória será distribuído um material informativo sobre a Lei Maria da Penha, incluindo os canais de denúncia de violência contra mulheres, como as delegacias especializadas. Tal ação integra o evento “Somos Todas Marielle Franco”, mesa de debates composta por mulheres acadêmicas, parlamentares e do segmento LGBT. Esta roda de diálogo, coordenada pela professora Allene Lage, será realizada no dia 12 de março, às 19h, no auditório Luiz Gonzaga, do curso de Pedagogia do CAA.

No Recife, as docentes puderam assistir a exibição de filmes com depoimentos de professoras sobre a importância da data e ainda vídeos sobre a temática do papel da mulher na sociedade. O café será na sede da ADUFEPE na próxima sexta-feira (8), das 8 h às 10 h.

HISTÓRIA – Oficializada pela Organização das Nações Unidas (ONU) em 1975, o dia 8 de março é comemorado desde o início do século 20 e nasceu inspirado por questões trabalhistas.

A origem da data escolhida para celebrar as mulheres tem algumas explicações históricas. Foram as mulheres das fábricas nos Estados Unidos e em alguns países da Europa que começaram uma campanha dentro do movimento socialista para reivindicar seus direitos – as condições de trabalho delas eram ainda piores do que as dos homens à época.

No Brasil, é muito comum relacioná-la ao incêndio ocorrido em 25 de março de 1911 na Companhia de Blusas Triangle, quando 146 trabalhadores morreram, sendo 125 mulheres e 21 homens (a maioria judeus).

No entanto, há registros anteriores a essa data que trazem referências à reivindicação de mulheres para que houvesse um momento dedicado às suas causas dentro do movimento de trabalhadores.

Se fosse possível fazer uma linha do tempo dos primeiros “dias das mulheres” que surgiram no mundo, ela começaria possivelmente com a grande passeata das mulheres em 26 de fevereiro de 1909, em Nova York.

Fonte: Agência BBC News (https://www.bbc.com/portuguese/internacional-43324887)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *